Arquivo para December, 2009

RALF E FRAN NA REVISTA “POP MAGAZINE”

Friday, December 18th, 2009

 

 

 

 (CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR)  

CONFIRA E ENTREVISTA COM FRANCINE E A COLUNA DE RALF NA ÚLTIMA  PÁGINA 

 

 

 

 RALF CURTE FESTA NA “PINK ELEPHANT”

 

Boate paulista “Pink Elephant” comemora um ano de funcionamento com festa

 

 

 

Muitos famosos prestigiaram a festa de um ano da boate paulista “Pink Elephant”, nesta quinta, 18.  Entre eles Susana Vieira, Marília Gabriela, Wolf Maya, Latino, Mônica Carvalho, o ex-bbb Ralf e Danielle Souza.

 

Fontes: PORTAL CARAS, CONTIGO, QUEM, EGO, MSN

 

 

 

Foto: BUXIXO

 

.

 

 

RALF REENCONTRA AMIGOS DO EXÉRCITO

Thursday, December 17th, 2009

 

Campos, Gravina. Camargo, Cardoso e Ralf (em pé)

Dairus, Aranha e Oliveira Neto (abaixados)

 

Sempre bom encontrar meus amigos de exército. Lá, pelo treinamento intenso e pela pressão psicológica, as amizades se estreitam pois vc acaba por conhecer seu amigo em todas as condições (principalmente nas dificuldades). Assim, nossa turma de 95 vem se encontrando nos últimos 14 anos.

Os caminhos da vida de cada um após o CPOR são os mais variados. Campos, que era triathleta na época continuou no ramo, mas usou a experiência de orientação em matas fechadas pra virar navegador da principal equipe de corrida de aventura, que acaba de vencer pela segunda vez o Ecomotion Pro 2009, etapa do circuíto mundial de corrida de aventura. Hj ele tb se dedica a dar treinamentos motivacionais e de trabalho em equipe, utilizando os esportes de aventura como ferramenta de trabalho.

Aranha se especializou em cafés especiais e à sua pousada sustentável e orgânica dentro da fazenda de café, no interior de SP.

Outros viraram executivos nas mais variadas áreas, o que traz sempre para as nossas conversas uma diversidade de assuntos incrível. Tem um deles que até virou Big Brother…..hahaha.

 

Campos, Gravina, Cardoso, Camargo, Terra e Ralf (em pé)

Dairus e Aranha (embaixo)

 

Mas estes encontros só são possiveis por causa do nosso relações publicas, Oliveira Neto. Imbuído de um motivação surpreendente, ele, nos últimos anos sózinho, movimenta este grupo organizando reuniões da Cavalaria (nossa arma) e do CPOR/95 (que inclui todas as armas do Exército). Parabéns Oliveira, por este trabalho voluntário. Sem você estes momentos não existiriam.
Brasilllllllllllllllllllll !!!!!!!!!! Acima de tudo!!  

Ralf

 

Aranha, Cardoso, Oliveira Neto e Ralf

 

.

 

RALF KRAUSE RECEBE O TROFÉU “EMPREENDEDORES DE SUCESSO”

Monday, December 14th, 2009

 

 

Adriana Ferrari, Roberto Rodrigues, Dener Pacheco, Maísa Magalhães, o editor Wladir, Ralf Krause e André Vasco

 

 

A homenagem com entrega do troféu Empreendedores de Sucesso tem como objetivo trazer ao conhecimento público, empresas, seja no segmento industrial, comercial ou de serviços, ou, profissionais liberais, que com talento e capacidade de empreender, contribuem com o crescimento e desenvolvimento do país.

Atenta ao que ocorre no mundo business a Revista Top Of Business seleciona seus convidados através de participações em feiras nacionais e internacionais, congressos, desenvolvimentos de produtos inovadores, tradição no mercado nacional, por prêmios recebidos, pela responsabilidade social e certificados de qualidades adquiridos no decorrer de sua existência.

 

Ralf Krause, Maísa Magalhães, Dener Pacheco e André Vasco

 

Ralf Krause foi um dos homenageados pelos projetos elaborados na área esportiva, após a fama adquirida por sua exposição no Big Brother Brasil. Entre eles, um programa piloto sobre esportes radicais, que vem recebendo elogios da crítica especializada.

 

Recebendo a homenagem

 

Fonte: MARKETING E EMPREENDEDORES

Fotos: ASSESSORIA

 

 

Ralf sendo entrevistado

.

.

.

Em entrevista para a Rede TV

.

.

.

Ralf e Cafú

 

.

 

 

RALF NA REVISTA “NOVA”

Wednesday, December 9th, 2009

 

 

MATÉRIA COM RALF NA EDIÇÃO DE DEZEMBRO DA REVISTA “NOVA”

 

 

 

coração de homem

 

praticar esportes é sexy

(por Ralf Krause)

 

“SALTO ALTO, UM DECOTE daqueles, cabelo brilhante, maquiagem impecável, pernas de fora… Que tudo isso deixa a mulher superatraente, você está cansada de saber. Mas o que me seduz mesmo é ela gostar de malhar. E não é só porque fica com um corpão maravilhoso. O que me atrai demais é o alto-astral de quem mantém esse hábito. Confesso que já namorei algumas sedentárias e percebi que elas são muito mais suscetíveis a mudanças de humor, ficam irritadas facilmente. E, o que é pior, não entendem a importância dos esportes para um cara como eu, que freqüenta academias há quase 15 anos. Uma delas costumava dizer que eu dava mais importância ao treino do que ao relacionamento. Isso criou uma rivalidade boba e fez com que eu me sentisse superculpado por gostar de cuidar da minha saúde. Péssimo negócio!

“mais do que ter um corpão maravilhoso, o que me seduz é o alto-astral.”

Uma vantagem deliciosa de estar com uma esportista é o companheirismo criado em torno da atividade física. Tem programa melhor que, num domingo à tarde, sair para andar de bicicleta com a pessoa de quem você gosta? As loucas por esportes costumam ser mais compreensíveis. E realmente busco alguém que não fique de cara emburrada se, um dia, eu não puder sair porque tenho um treino agendado. Além disso, é fascinante observar vocês fazendo exercícios.

Sabe uma atividade que me enlouquece? Ah, o frescobol. Ok, a praia ajuda bastante: o cenário e o figurino já deixam qualquer homem agradecido e feliz da vida. Mas ver uma mulher se esforçando, com vigor, para rebater a bolinha é o máximo. O corpo dela se mexe tão graciosamente que até parece que estou assistindo a uma dança. É lindo. Se ela não demonstra lá muita habilidade com as raquetes, não tem problema. Outro esporte incrivelmente sexy é a corrida – esse qualquer uma pode fazer sem precisar de muito treino. Adoro ver o cabelo preso num rabo de cavalo indo de um lado para o outro, o corpo todo se movimentando ritmicamente e a postura ereta.

Por outro lado, não acho atraente mulher muito montada na hora de malhar. Reparo em algumas meninas que têm tanto medo de transpirar, de desarrumar o cabelo ou de borrar a maquiagem (batom e rímel deviam ser proibidos nas academias!) que não aproveitam o momento. Afrodisíaco mesmo é ser natural enquanto se dedica aos exercícios. Calma, não estou dizendo que a vaidade precisa ficar de lado, de jeito nenhum! Numa balada, a produção é muitíssimo bem-vinda. Não há nada que me desaponte mais do que encontrar uma mulher desleixada numa festa. Parece brincadeira, mas é comum ver moças lindas usando roupas esportivas demais no barzinho. Melhor guardar o tênis e o moletom para a academia e arrasar com um make caprichado, o cabelo arrumado e um belo vestido, já na hora da malhação… tudo isso fica artificial.

Deixei para o fim outra grande vantagem de praticar esportes, já pensou que a academia é o lugar ideal para engatar um romance? Falo sério. Muito melhor do que casa noturna. É que o elemento surpresa joga a favor. Na noite, a abordagem masculina é esperada e a garota até se fecha ao receber várias cantadas. Com isso, corre o risco de acabar dispensando um homem interessante antes mesmo de conhecê-lo . Na academia, não. Naturalmente, todo mundo acaba conversando com todo mundo – nem que seja só para dividir um aparelho. E, desses papos, é possível fazer amigos e, quem sabe, até achar um amor. Está esperando o que para começar?”

 

Fonte:  NOVA / dez. 

 

O  “MAKING OF”

 

 

 

.

.

 

.

 

RALF SE SUPERA EM PROVA DE TRIATHLON

Monday, December 7th, 2009

 

 

Ufa!!!! Missão cumprida!!!  Admito que estava bastante ansioso pra fazer o Triathlon.

Nestas 5 semanas de treinamento segui as orientações dos professores Guilherme e Felipe da Cia Athletica e fui me preparando. Ao longo das semanas vi a Diadora apostando em mim e oferecendo material de treino e competição. Porém algumas coisas não se resolviam o que foi aumentando minha angustia às vésperas da prova. 

As bicicletas custam uma fábula. Partem de R$5 mil e vão até R$40 mil. Logo, ninguém queria emprestar bike pra eu fazer a prova……rsrsrs.  Sábado passado consegui com a Consultoria em Ciclismo e corrida RACE, do Ricardo Arap, uma Caloi Strada, e o convite pra pedalar junto com eles na USP.  Consegui fazer apenas 3 treinos até entrar em descanso pra domingo agora.

 

 

O ciclismo é a maior parte do Triathlon. A meta era fazer a natação pra 15 min., bike pra 40 min e 25 min de corrida. A falta de treino com a bicicleta poderia comprometer a prova alem do risco de uma queda. Outra dificuldade foi nào ter conseguido a roupa de borracha pra fazer o nado.

Dadas as adversidades, não me sentia preparado como gostaria pra competição, mas na hora as coisas foram ficando claras. Recebi a ajuda, em Santos, do meu ex-professor de Natação, Ademir da Medley (Consultoria em Triathlon e Travessias a nado). Na tenda dele fizemos os últimos ajustes e fomos ao mar sentir a arrebentação e correnteza.

 

Ralf e o professor Ademir (o mais alto da turma, no centro)

 

O mar estava forte, muita onda e correnteza. Neste aquecimento, só de passar as ondas eu fiquei exausto, mas foi bom pra saber qual o ritmo que iria fazer e mais importante o jeito de passar pelas ondas e aproveitar o fluxo da água ao invés de lutar contra.

 

 

Início de prova, larguei com 73 na categoria de 30 a 34 anos.  Após passar a arrebentação vi que uma boa parte do pelotão tinha ficado pra trás nas fortes ondas. Na primeira boia foi confusão, tapa, chute, pé na cara, empurrão, vale tudo pra encontrar um espaço. segunda boia foi mais tranquilo pois o pessoal já estava mais espalhado.

Na volta à praia, a correnteza contra fez com que a areia não chegasse nunca. Fiquei bem cansado e usei a ajuda das ondas..rsrsrs.  Peguei uns 3 jacarés…hahaha. Pegar jacaré é liberado.

 

 

 Apesar de muito cansado saí da água em 28º e em  14min 48”, ou seja, abaixo dos 15 min previstos. Foi meu melhor trecho na comparação com os outros atletas.

 

 

Fui pra bike e me senti bem à vontade. Nos treinos tinha tido dificuldades de tomar água sem desequilibrar e usar o clip. O clip é um apoio para os cotovelos e mãos em que vc projeta o corpo a frente. Isso faz aliviar a tensão na parte superior e concentrar a força nas pernas. Porém, a falta de pratica com o clip pode resultar em queda. Felizmente, minha passagem pelo ciclismo foi boa e meu tempo foi de 39min 19” tambem abaixo dos 40min previstos. 

Nos últimos km um pequeno furo no pneu traseiro me fez perder um pouco de velocidade, mas não comprometeu. E aí pernas pra que te quero!!!!  Corrida de 5 km.  Os primeiros 2.5km foram mais complicados. Após pedalar, as pernas ficam duras e pesadas, mas depois da primeira metade começam a aliviar e pude acelerar o ritmo. Fechei a corrida em 25min 46” , ligeiramente acima dos 25 previstos.

Total de prova 1Hora e 19min. Abaixo de 1h20” que era minha meta e bem abaixo de 1h 30” que foi a previsão dos professores.

No final fiquei em 41º na categoria o que foi muito bom consideradas as condições de pouquíssimo treino. Pra vcs terem uma idéia, após a prova eu estava conversando com outro atleta que dizia que após 8meses de treino ainda não estava seguro de fazer a competição. Quando falei que eu estava há 5 semanas, ele mandou o famoso: Cê é louco!!!!rsrsrsrs.

 

 

Tempos à parte, fazer o triathlon me deu um prazer muito grande!  Acima disso gostaria de destacar a maneira como fui acolhido pelo evento e pelos participantes. Desde o organizador da prova, Sr. Nubio, até os competidores, todos me auxiliaram e conversaram comigo dando dicas pra fazer a prova, e mesmo durante me estimulavam a seguir acelerando o ritmo. É um ambiente muito agradavel e uma galera muito bacana.

 

 

No final ainda ajudei na entrega dos troféus e demos boas risadas.
Ficou a proposta de voltar em fevereiro pra disputar a etapa internacional de triathlon olimpico, ou seja, o dobro desta corrida que fiz agora. Vixeeeee. Sei não hein!!!!!!!rsrsrs
Espero que gostem das fotos e que venham os próximos desafios!!

Ralf

 

 

 

 

EX-BBB RALF SE SUPERA EM TRIATHLON

 

Ele competiu ao lado dos melhores atletas do gênero

 

 

 

O ex-BBB Ralf tem se revelado um ótimo atleta. Neste domingo, 6, Ralf participou da última etapa do 19º Troféu Brasil de Triathlon na praia do Gonzaga, em Santos, São Paulo, e fez bonito ao superar a marca de 1h30m.

O empresário teve que andar de bicileta, correr e nadar no mar, que estava bem agitado, mas mesmo assim não se intimidou. “Venho treinando duro e fiquei muito feliz com os meus resultados. É sempre bom ver os frutos dos nossos esforços.”

 

CONFIRA A MATÉRIA NO EGO 

 

 

 

TROFÉU BRASIL DE TRIATHLON

 

O melhor do triatlo brasileiro esteve reunido neste domingo, dia 6, na praia do Gonzaga, em Santos (SP). Nem o forte sol, o mar bastante agitado e a temperatura de 30 graus desanimaram os 1.012 triatletas que participaram da sexta e última etapa do Troféu Brasil de Triathlon, a mais tradicional e importante disputa do gênero na América. Líderes do Profissional, Fábio Carvalho e Vanessa Gianinni garantiram a vice-colocação neste domingo, mas, na soma de pontos, conquistaram o Troféu Brasil de Triathlon 2009.

 

 

Fonte: TRIATIVIDADE FÍSICA

 

.