LONDRES

Visita a Londres à maneira londrina

Este ano, fui passar o Natal e o Ano Novo na terra da minha mulher. Fazia 2 anos que a Lauren não passava o fim de ano com a família dela e, por isso, estava ansiosa, assim como toda a sua família.
Ela fez questão de me apresentar Londres pelos olhos de um londrino e lá fomos nós para a terra da chuva. Como sou de SP, dizer que outro lugar é a terra da chuva parece brincadeira, mas fui lá checar pra comparar. kkk
Não vou ficar enrolando vocês: O lugar é fantástico. Na verdade, como todo lugar muito famoso, tem cartão postal para todo lado. As fotos explicam mais do que palavras, então, separei algumas:

 

Vista do Rio Tamisa e dos modernos prédio do Centro

 

Tower Bridge – Talvez , um dos locais mais marcantes em filmes, fotos e, é claro, ao vivo. É possível visitar seu interior. Nada de super especial, mas é bacana.

 

Outra vista do Tamisa na região de London Bridge. À esquerda, vocês podem ver o Shard, prédio mais alto de Londres. Ele também é aberto à visitação e de lá há uma vista panorâmica da cidade. O preço é bem salgado, algo em torno de R$280 por pessoa, e tem que reservar antes , pois, na hora, há o risco de não ter mais vaga.

 

Eu usei essa foto para economizar na postagem, pois ela tem o Big Ben à frente e, ao fundo, o London Eye, uma imensa roda gigante que não tem absolutamente nada a ver com o que conhecemos aqui no Brasil por roda gigante. No lugar das cadeirinhas, ela tem algo que lembra o bondinho do Pão de Açúcar. Agora imagine uns trinta bondinhos presos a uma roda gigante e você entenderá o tamanho deste negócio…kkkk

 

Dentro da cabine da Roda Gigante London Eye. Cabem umas 20 pessoas em cada cabine e leva 30 minutos para dar uma volta completa. Excelente passeio, pois dá pra ver grande parte dos cartões postais da cidade.

 

Se você vai a Londres, você também pode fazer diversas coisas além de visitar os monumentos históricos. Por exemplo:

 

Patinar no gelo. Aí estou eu patinando, em Somerset House, com a Evie, sobrinha da Lauren.

 

Se quiser fazer pose pra foto, acho que ninguém se importa!! kkkk

 

Tá com fome? Vá ao Borough Market. Ele é tipo um mercadão aqui de São Paulo, só que muito melhor. Que me desculpem os paulistanos, mas ir até este mercado abriria a cabeça de muito empresário por aqui: comidas, temperos, doces, pães, carnes, defumados, salsichas, queijos e mais trocentas coisas vindas diretamente dos produtores, em versões especiais e com preços bacanas. Uma perdição para o estômago!

 

Eu mandei dois hot dogs feitos com pão caseiro (tipo Ciabata), salsichas especiais – uma defumada e outra de vitela, aquela branca alemã (Bratwurst) - e mostarda inglesa forte. Puts, um desbunde! Só de escrever já me deu vontade de comer. Imperdível !

 

Tá com sede?? Vá a um dos inúmeros pubs e se perca na hora de escolher uma das muitas cervejas disponíveis. Mas, se não quiser errar, escolha uma Guiness. Pros brasileiros que reclamavam de cerveja quente, agora tem Guiness Extra Cold. É só pedir, vem do jeitinho brasileiro.

 

E, se estiver afim de matar a saudade do pessoal do Brasil, faça com estilo usando umas das famosas cabines de telefone londrinas. Eu. obviamente, estava só fingindo, pois não tinha pra quem ligar…. kkk

 

E, por fim, introduzirei a família da Lauren, mais conhecida como família Hurley:

 

Papai Harry Hurley com 2.05m de altura e 120kgs. Melhor não aprontar com a Lauren…. kkk

 

A loira é minha sogra, mulher do Harry, de peruca loira nos embalos do karaokê com a amiga. Eu estava de John Travolta, em Grease –  Nos Tempos da Brilhantina…. kkkk

 

Sendo aterrorizado pelas sobrinhas Lois e Evie.

 

Na véspera de Natal, peregrinando de bar em bar acompanhado pelo casal Stewart e Angela e, à minha direita, pelo irmão da Lauren, que também se chama Harry e que tem 2.06m de altura. Como podem ver,  fiquei anão ao lado dele… kkk

 

Mais um shot para distrair a equipe!!!

 

Depois dos shots, até me arrisquei a dançar com o Stewart…. kkkkkk

 

Jantando  no melhor restaurante de carne de Londres.  Falo que é o melhor, pois é impossível ser melhor que isso. Se quiserem o nome, perguntem depois, pois agora não lembro…kkkk Ao meu lado, nossa irmãzinha Georgia, que está grávida do Rick, que, na verdade, é Ricardo (descendente de Italianos), mas, como eles não conseguem falar direito, virou Rick mesmo. Agradeço até hoje pelo convite, pois este jantar valeu muito a pena!!

 

Por fim, vovô e vovó, Don e Margret. Estes dois estão de bem com a vida. Me fizeram companhia na cerveja, na conversa, na comida. Dois figuras cheios de histórias pra contar e muito amorosos com toda a família.

Comentários não permitidos.