RETORNANDO AO CHILE

Desta vez com mais tempo visitando o Chile, em especial Santiago, resolvi fazer visitas que estavam mais do que na hora de serem feitas. Visitar algumas das muitas vinícolas abertas ao público e conhecer o local de veraneio predileto dos habitantes de Santiago, a cidade de Viña Del Mar.

Escolhi duas vinícolas que ficam próximas de Santiago (cerca de 60km). Uma delas, a Tarapacá, eu já costumava tomar alguns de seus rótulos pelo Brasil, pra onde vem uma boa parte das exportações deles. Lá, escolhi fazer degustação da linha Gran Reserva, que são vinhos vendidos no Brasil na faixa de  R$55 a R$85. Aproveitei pra trazer pra casa o vinho top deles, chamado Tara-Pakay, que é vendido aqui por cerca de R$300. Por isso, vale a dica de comprar por lá e pagar quase a metade disso.

Eu e Lauren à frente da sede da Vinícola Tarapacá

Os vinhedos à porta da Tarapacá, de onde saem as unhas pro Etiqueta Azul

Série Gran Reserva pronta pra degustação

O famoso Tara-Pakay (Esse eu trouxe pra casa!! kkk)

A outra vinícola que escolhemos foi a premiada Matetic, que é uma espécie de vinícola boutique. Tem uma produção pequena, mas com uma seleção de uvas de primeiríssima qualidade e um processo produtivo artesanal e cheio de segredos. Lá, degustamos a linha EQ (Equilíbrio), que é a linha top. Pra falar a verdade, eles dizem que lá não tem vinho comum, tem só Premium e super Premium. De fato, não estão mentindo, são vinhos excepcionais. Gostaria de deixar claro aqui que não sou um especialista em vinhos, mas sim um apreciador.

Vinícola Matetic

 Eu ao lado dos barris onde o vinho aguardará 18 meses para ser engarrafado

Aproveitando o caminho de Santiago à Casablanca, onde fica a Matetic, seguimos em direção ao litoral até a famosa praia de Viña Del Mar. A cidadezinha é um charme. Uma espécie de Campos de Jordão na praia. Restaurantes, casas e toda uma estrutura chic, bem decorada, com uma bela arquitetura. É uma cidade muito bonita e animada. Por lá, instalamo-nos no Neruda Hotel. Eu não sei se o hotel tem alguma relação com o artista Chileno Pablo Neruda, mas a arquitetura do prédio e localização são muito privilegiados. Pra se ter uma ideia, na frente do hotel é onde se concentram os leões marinhos na região. Centenas deles!! Dormimos com os rugidos do leões marinhos, foi fantástico. Vale a pena ficar lá!

Vista da Cobertura do Hotel Neruda, em Viña del Mar

Leões marinhos tomam sol amontoados à frente do hotel

Comentários não permitidos.